YouTube suspende canal de Bolsonaro por uma semana Esta é a segunda vez que o presidente viola as “normas da comunidade” da plataforma

(FILES) In this file photo taken on December 04, 2012 (FILES) In this file photo taken on December 04, 2012 a YouTube logo during LeWeb Paris 2012 in Saint-Denis near Paris. - YouTube said on September 29, 2021 it would remove videos that falsely claim approved vaccines are dangerous, as social networks seek to crack down on health misinformation around Covid-19 and other diseases. Video-sharing giant YouTube has already banned posts that spread false myths around coronavirus treatments, including ones that share inaccurate claims about Covid-19 vaccines shown to be safe. (Photo by Eric PIERMONT / AFP)
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

A plataforma de vídeos YouTube suspendeu nesta segunda-feira por uma semana o canal do presidente Jair Bolsonaro, após remover um vídeo de uma transmissão ao vivo em ele que divulgou informações falsas associando a vacina contra a Covid-19 à Aids.

“Removemos um vídeo do canal de Jair Bolsonaro por violar as nossas diretrizes de desinformação médica sobre a Covid ao alegar que as vacinas não reduzem o risco de contrair a doença e causam outras doenças infecciosas”, relatou o YouTube em comunicado enviado à AFP.

Esta é a segunda vez que o presidente viola as “normas da comunidade” da plataforma, motivo pelo qual não poderá publicar vídeos nem fazer transmissões ao vivo nos próximos sete dias, segundo as regras do YouTube.

As plataformas Facebook e Instagram, que pertencem ao mesmo grupo, também removeram o vídeo nesta segunda-feira, pelo mesmo motivo.

TELEFONE

(87) 9667-7054

[email protected]

Av. Antônio Pedro da Silva, 917 – Centro, Ouricuri – PE, 56200-000