Vacina contra febre amarela entra no calendário de rotina em Pernambuco a partir desta segunda

201901_drauzio_vacina-injecao_145013619_photography33_1000x563
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

Confira esse e outros destaques do Tribuna Livre 2ª Edição desta segunda 02/03/2020 com Kleide Delmondes e Zé Silva:

 

 

vacina contra a febre amarela entra no calendário de rotina dos municípios de Pernambuco a partir desta segunda-feira (2). A imunização é recomendada para pessoas de 9 meses a 59 anos, além da dose de reforço para crianças de 4 anos. Anteriormente, a vacinação era indicada para pessoas que viajavam para áreas com recomendação, como as regiões Sul, Sudeste, Norte e Centro-Oeste, mas seguindo orientação do Ministério da Saúde, a vacina foi integrada à rotina. No Recife, a imunização acontece em 16 unidades de saúde.

A orientação para incluir a vacina contra a febre amarela na rotina veio após o aumento do registro de casos em outras localidades. A meta do Governo Federal, é alcançar 95% das crianças menores de um ano em 2020 no País. Pessoas de 5 a  59 anos devem receber dose única. Bebês de 9 meses devem receber reforço aos 4 anos. A vacina é contraindicada quem tem alergia grave a ovo, que tenham doenças autoimunes ou em tratamento com quimioterapia ou radioterapia. Idosos, gestantes e mulheres amamentando crianças com até 6 meses devem buscar orientação médica antes de se vacinar para avaliar a necessidade da imunização.

Em 2019, no Recife, foram aplicadas 17 mil doses da vacina em viajantes. Desde janeiro deste ano, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) iniciou a inclusão gradual da vacina contra febre amarela no calendário de rotina dos municípios. A estratégia começou por cidades do Agreste e da Zona da Mata de Pernambuco, Garanhuns e Palmares, respectivamente e, nesta segunda-feira (2), foi disponibilizada para todas as cidades. O último caso de febre amarela registrado no Estado ocorreu há mais de 80 anos, em 1938, mas a vacinação acontece de forma preventiva.

Febre amarela

O Recife não possui registros de febre amarela em sua história. O município teve história de cinco pacientes com sintomas parecidos com os da doença, sendo dois em 2008 e três em 2018. Todos os casos foram descartados. A febre amarela é transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes. Entre os sintomas estão dor de cabeça, febre, fraqueza, dores musculares e nas articulações.

TELEFONES

(87) 3873 1857

(87) 3873 1366

[email protected]

BR 316, KM 21,7 – S/N, Vila Conceição — Araripina – PE