TSE proíbe Zambelli de criar novos perfis nas redes até a diplomação de Lula

20221103194400473435o
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter
Em decisão nesta quinta-feira (3), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) proibiu a deputada reeleita Carla Zambelli (PL-SP) de criar perfis nas redes sociais até a diplomação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o que deve ocorrer até o dia 19 de dezembro. A multa para descumprimento da decisão é de R$ 100 mil por cada conta nova criada, podendo incorrer ainda na cassação do mandato de deputada federal.
As contas da parlamentar foram suspensas no último dia 1º de novembro pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ao todo, foram bloqueados os perfis da parlamentar em sete redes diferentes: Youtube, Facebook, Instagram, Twitter, Telegram, Tiktok e LinkedIn. Isso porque a corte tem enviado determinações às plataformas para a remoção rápida de grupos de WhatsApp e Telegram com convocação para paralisações nas estradas, pedidos de golpe militar e notícias falsas.
Mesmo após a decisão, Zambelli chegou a criar novos perfis nas redes sociais, onde atacou o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, e incitou novamente atos golpistas.
Mais cedo, a parlamentar afirmou que viajou aos Estados Unidos em agenda pessoal para “estudar meios de assegurar e restaurar a liberdade de expressão no Brasil junto a autoridades americanas”. A parlamentar alegou ainda não ter informado sobre a viagem aos EUA “simplesmente porque não tinha onde publicar”.

TELEFONE

(87) 9667-7054

[email protected]

Av. Antônio Pedro da Silva, 917 – Centro, Ouricuri – PE, 56200-000