TRE-PE lança frente para combater a desinformação nas eleições em Pernambuco Tribunal e veículos de imprensa de Pernambuco lançam ofensiva contra a desinformação nas eleições.

evento-tre.jpg
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) lançou ontem, em parceria com os principais veículos de comunicação do Estado, o Programa Checagem – Frente de Combate à Desinformação em Pernambuco. A ideia é garantir que a população tenha acesso a informações verdadeiras sobre o processo eleitoral por meio da imprensa e que as ‘fake news’ possam ser desmentidas junto aos veículos parceiros.

“O TRE, a imprensa e o povo brasileiro nada mais querem do que eleições limpas, sérias e que, ao final, o resultado seja fidedigno da soberania popular”, afirmou o presidente do Tribunal, desembargador André Guimarães.

A Folha de Pernambuco foi representada no lançamento pela sua editora-chefe da redação, Leusa Santos.

Sistema eleitoral confiável

desembargador afirmou ainda, durante o evento, que “a imprensa, tenho convicção, confia no nosso sistema eleitoral, assim como o povo brasileiro. Mas, mesmo assim, a Justiça Eleitoral vem enfrentando vários ataques”.

Guimarães ressaltou que, para o Tribunal, o importante é assegurar a credibilidade do órgão. A partir dessa premissa, a Frente de Combate à Desinformação tem, como objetivos, a checagem de informações sobre o sistema eleitoral que circulam nas redes sociais e aplicativos de mensagens; assegurar a imprensa como fonte segura de informações sobre os aspectos que envolvem as eleições 2022, preservar a imagem da Justiça Eleitoral e reforçar o papel da imprensa na defesa da democracia. Para André Guimarães, a credibilidade do processo não pode ficar à mercê da disputa entre candidaturas.

“A polarização está na raiz da democracia. Sempre vai haver, de forma mais amena ou de forma mais aguda. Isso não interessa. O que importa, para a Justiça Eleitoral e para a imprensa, é repassar a verdade do que ocorre nas eleições”.

“Nós temos consciência que, no combate à desinformação, a imprensa é fundamental. Porque a imprensa não tolera inverdades e tem um papel constitucional para expor a verdade e a credibilidade das instituições”, afirmou o presidente.

Segundo ele, a Justiça Eleitoral tem certeza de que essa nova parceria será efetiva, concreta e eficiente contra a desinformação que está tentando macular o sistema eleitoral. Coube ao assessor de comunicação do TRE-PE, Gilvan Oliveira, explicar que as matérias jornalísticas que tragam informações sobre o processo eleitoral em si – e nada que envolva candidaturas – checadas junto ao Tribunal poderão utilizar o selo do Projeto Checagem emitido pela própria Justiça. Da mesma forma, o TRE-PE poderá encaminhar para a imprensa a verdade sobre informações falsas que circulam nas redes sociais antes mesmo de elas se disseminarem de forma mais ampla.

TELEFONE

(87) 9667-7054

[email protected]

Av. Antônio Pedro da Silva, 917 – Centro, Ouricuri – PE, 56200-000