Servidores de Araripina repercutem sobre aprovação de PEC que isenta prefeitos de gasto mínimo em educação

ensino.jpg
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

A PEC livra de punição os estados e municípios que não investiram em 2020 e 2021 a porcentagem mínima de recursos resultantes de impostos exigida pela Constituição em educação

O Senado concluiu nesta terça-feira (21) a votação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que dispensa estados, municípios e o Distrito Federal de aplicarem o mínimo de 25% das receitas em educação durante os anos de 2020 e 2021. O texto segue para a Câmara dos Deputados.

De acordo com a proposta, prefeitos e governadores não poderão ser responsabilizados administrativa, civil ou criminalmente pelo descumprimento desse percentual. Os recursos que não forem aplicados nesse período deverão ser reaplicados até 2023.

Discordando totalmente dessa justificativa e se posicionando contra essa medida, os servidores municipais de Araripina, se pronunciaram no Programa Tribuna Livre 2ª Edição da Rádio Grande Serra FM 90,9, desta quarta feira 22/09/21, trazendo inclusive a fala de um membro do ILAESE que esclareceu sobre os prejuízos acarretados com a aprovação dessa PEC.

Ouça na íntegra:

TELEFONES

(87) 3873 1857

   (87) 9 9642-7899

[email protected]

BR 316, KM 21,7 – S/N, Vila Conceição — Araripina – PE