Projeto de Paulo Câmara quer exigir vacinação contra a Covid-19 de servidores em Pernambuco

whatsapp-image-2021-08-10-at-103117
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

Um Projeto de Lei de autoria do governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), pretende tornar obrigatória a vacinação contra a Covid-19 de servidores contratados por órgãos e poderes do Estado, incluindo militares, temporários e terceirizados.

De acordo com o texto do projeto nº 002661/2021, caso os servidores não comprovem a vacinação completa contra o coronavírus, “serão impedidos de permanecer nos seus locais de trabalho” e, com isso, receberão falta até que a regularização da imunização seja feita e atestada. Sanções também poderão ser aplicadas.

Os servidores que já tomaram a primeira dose do imunizante e aguardam a data para a segunda aplicação poderão continuar trabalhando normalmente, desde que comprovem os prazos entre as doses.

O projeto foi encaminhado pelo governador às comissões da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) em regime de urgência, na última sexta-feira (17), e publicado na edição de sábado (18) do Diário Oficial da Casa.

O Estado aceitará como comprovante o Certificado Nacional de Vacinação Covid-19, que pode ser obtido no aplicativo ou na versão web do SUS Conecte Cidadão, ou então a cópia da carteira de vacinação entregue pelo respectivo município.

Apenas questões ligadas à saúde, desde que devidamente comprovadas por laudo médico, são passíveis de justa causa para a não vacinação.

Em mensagem encaminhada aos deputados da Alepe, Paulo Câmara afirmou que o “projeto tem por objetivo conter a disseminação da Covid-19 e assegurar o adequado funcionamento dos serviços de saúde, de preservação da saúde pública, bem como dos serviços públicos em geral”.

O governador ainda cita a decisão do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) que determina compulsória a vacinação contra a Covid-19, o que garante a disposição legal do projeto apresentado por ele.

“A proposição guarda consonância com a Constituição Federal, que estabelece a prevalência dos direitos coletivos à vida e à saúde sobre eventuais interesses individuais, especialmente no enfrentamento às pandemias, como a que ocorre no atual contexto, devendo aos servidores deste Poder proceder, pública e particularmente, de forma a dignificar a função pública”, diz a mensagem do governador aos deputados.

TELEFONE

(87) 9667-7054

[email protected]

Av. Antônio Pedro da Silva, 917 – Centro, Ouricuri – PE, 56200-000