Neste 13 de Maio. Nova lei garante a contratação de professores quilombolas em territórios de Pernambuco

lei
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

Neste 13 de maio dia 13 de maio, quando se celebra o Dia Nacional de Denúncia Contra o Racismo, o Governo de Pernambuco sancionou, nesta quinta-feira (12), a lei que autoriza a contratação de professores de educação escolar quilombola.

O documento foi assinado pelo governador Paulo Câmara durante solenidade no Palácio do Campo das Princesas, no Recife, e contou com a presença de representantes do movimento negro e quilombola, além de deputados estaduais e secretários de governo.

“É um lei importante para a educação pública de Pernambuco, onde estamos abrindo a possibilidade de contratações de professores para atuar dentro das comunidades quilombolas e fazer todo esse trabalho. Um trabalho que envolve a educação, a cultura, as tradições e o olhar para o futuro”, afirmou Paulo Câmara, que completou:”Pernambuco tem essa característica de preservar as suas origens e ao mesmo valorizar políticas públicas que cheguem a todos”.

“A comunidade quilombola, assim como as comunidades indígenas, estão cada vez mais presentes no nosso dia a dia, com escolas vocacionadas para manter as tradições e ao mesmo tempo oferecer educação de qualidade, como hoje já é permitido na educação indígena”, discursou.

“É um passo importante e agora vai caber à Secretaria de Educação e Esportes se juntar com a comunidade e executar os próximos passos, que são a contratação dos professores, temos que preparar os editais, e a melhoria das nossas escolas para que elas possam também estar conectadas e atendendo aos anseios das comunidades quilombolas”, explicou.

A nova legislação, que deve ser publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (13), prevê a contratação de professores quilombolas por tempo determinado. Segundo o governo, a estimativa é de que aproximadamente 2,5 mil estudantes, de diversas comunidades no Estado, sejam beneficiados.

De acordo com o secretário de Educação e Esportes de Pernambuco, Marcelo Barros, o Estado possui 196 territórios quilombolas certificados, e o edital para a contratação dos profissionais deve ser finalizado nos próximos três meses.

“A gente vai construir junto ao movimento quilombola um edital porque é uma contratação simplificada. A gente espera nos próximos 90 dias construir este edital para poder fazer o processo seletivo”, disse.

TELEFONE

(87) 9667-7054

[email protected]

Av. Antônio Pedro da Silva, 917 – Centro, Ouricuri – PE, 56200-000