Hospital de Câncer de Pernambuco lança campanha Novembro Azul em atenção à saúde do homem O diagnóstico tardio é um dos principais motivos para o câncer de próstata ser o segundo tipo de tumor maligno que mais mata os homens

novembro-azul-imagem-pixabay_1
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

“Ter atitude é cuidar da saúde”, é com essa campanha que o Hospital de Câncer Pernambuco (HCP), referência no tratamento oncológico no estado, entra no Novembro Azul, campanha mundialmente realizada para estimular o cuidado com a saúde do homem, mais fortemente o cuidado com o câncer de próstata, o segundo mais comum entre os homens no Brasil (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma).

O diagnóstico tardio é um dos principais motivos para o câncer de próstata ser o segundo tipo de tumor maligno que mais mata os homens, perdendo apenas para o câncer de pulmão. Segundo o Atlas de Mortalidade por Câncer – SIM, 15.983 homens morreram de câncer de próstata em 2019.

“Este câncer cresce muito lentamente e na maior parte das vezes não produz sintomas na sua fase inicial, quando apresentam sintomas, em geral a doença já está em fase avançada, muito embora esse  sintomas também são característicos do crescimento benigno da próstata ou, ainda, se assemelham a outras doenças do trato urinário, como dificuldade para urinar, dor ou ardor miccional e vontade frequente de urinar.”, explica o coordenador do ambulatório de urologia do HCP, dr. André Maciel, recomendando quetodos os homens, a partir dos 45 anos, em caso de história familiar de câncer de próstata ou 50 anos para quem não tem histórico familiar de câncer, devem procurar um urologista

A próstata fica localizada abaixo da bexiga e faz parte do sistema reprodutor masculino. Ela é responsável por produzir e armazenar os nutrientes e fluidos que constituem o esperma, fortalecendo e nutrindo os espermatozoides para a fecundação, por isso o diagnóstico tardio da doença também pode afetar a fertilidade.

O diagnóstico precoce é a melhor estratégia para diagnosticar o tumor na fase inicial, podendo ser feita por meio de exames clínicos, laboratoriais e endoscópicos ou radiológicos. “O indicado é a realização do exame de sangue PSA (Antígeno Prostático Específico) e toque retal anualmente e quando se identifica alguma alteração nestes exames, devemos confirmar a suspeita do câncer com outros exames diagnósticos como a ressonância magnética e biópsia. Sendo câncer, a detecção precoce da doença aumenta em 80% as chances de cura”, acrescenta dr. André.

TELEFONE

(87) 9667-7054

[email protected]

Av. Antônio Pedro da Silva, 917 – Centro, Ouricuri – PE, 56200-000