Conheça os pernambucanos que estarão nas Olimpíadas de Tóquio

7d33328c8bd04a56121bfc0da53aeb19
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

Vavá e Ilo Caldas, integrantes da seleção brasileira de futebol que disputou os Jogos Olímpicos de Helsinque, na Finlândia, em 1952, saíram do torneio sem faturar medalhas. Porém, fizeram história. Os atletas foram os primeiros pernambucanos a participarem do maior evento esportivo do mundo.

Quase 70 anos depois, o estado continua “abastecendo” o país com esportistas. Nos Jogos de Tóquio 2020, seis representantes de Pernambuco estarão buscando o lugar mais alto do pódio. Duas estarão em ação já amanhã, vestindo a camisa da equipe feminina de futebol, no duelo perante a China, às 5h (Brasília).

A goleira Bárbara e a meia-atacante Duda representarão o Brasil no futebol. A primeira, de 33 anos, disputará pela quarta vez uma Olimpíada, tendo participado dos Jogos de Pequim (2008), Londres (2012) e Rio (2016). Na China, faturou a medalha de prata. Já a conterrânea, de 25 anos, estreará na competição.

“Eu me sinto honrada com essa oportunidade. Tudo é fruto de muito trabalho. Foi difícil chegar até aqui e estou muito feliz. Quero representar bem Pernambuco e o Nordeste, voltando para casa com a medalha de ouro”, frisou Duda.

Também no futebol, o zagueiro Nino, de 21 anos, foi chamado por André Jardine para a seleção olímpica. A estreia da equipe verde-amarela será na quinta, às 8h30 (Brasília), contra a Alemanha. No handebol feminino, Pernambuco será representado pela goleira Renata Arruda, de 22 anos. o primeiro desafio será perante o Comitê Olímpico Russo, no sábado, às 23h (Brasília).

Uma das principais esperanças de medalhas para o Brasil, a pernambucana Érica Sena, da marcha atlética, estará em sua segunda Olimpíada. Na Rio-2016, ela conquistou o sétimo lugar – melhor desempenho de uma brasileira na história da prova. Completando a lista de representantes do estado, Etiene Medeiros, da natação, vai competir os 50m livre e o revezamento 4x100m livre.

“Participar de uma segunda Olimpíada na carreira é uma gratidão imensa. Não foi fácil classificar-se, principalmente em um ano tão atípico por conta da pandemia. Estou indo mais madura, como uma experiência a mais que será bem importante.

Animada, feliz e leve para fazer um bom revezamento e um bom 50m livre”, afirmou a nadadora de 30 anos. Na competição passada, ela foi à final olímpica dos 50 metros livre, terminando em oitavo lugar.

MEDALHISTAS PERNAMBUCANOS NOS JOGOS OLÍMPICOS

Futebol masculino- Hernanes (Bronze – Pequim, 2008) e Rivaldo (Bronze – Atlanta, 1996)
Futebol feminino – Bárbara (Prata – Pequim, 2008)
Vôlei feminino – Jaqueline (Ouro – Pequim, 2008 e Londres, 2012) e Dani Lins (Ouro – Londres, 2012)
Vôlei masculino – André (Pampa) – (Ouro – Barcelona, 1992)
Pentatlo – Yane Marques  – (Bronze – Londres, 2012)

REPRESENTANTES PERNAMBUCANOS NOS JOGOS OLÍMPICOS

Eduardo Agra (basquete), Keila Costa (salto em distância), Érica Sena e Cisiane Dutra (marcha atlética), Wagner Domingos (lançamento de martelo), Joanna Maranhão, Paulo Baracho, Adriana Salazar, Etiene Medeiros e Nikita (natação), Samira Rocha, Bruno Santana, Ivan Raimundo e Gustavo (handebol), Felipe Nascimento e Yane Marques (pentatlo), Teliana Pereira (tênis), Cláudia Teles e Amanda Araújo (rugby), Ana Cláudia, Pampa, Newdon, Jaqueline e Dani Lins (vôlei), Bárbara, Duda, Mura, Santos, Hernanes, Rivaldo, Ilo Caldas e Vavá (futebol), Stéphane Verhlé-Smith (hóquei sobre grama), Maurício e Roberto (Hóquei), Jessé Farias (Atletismo) e Jemima (Judô).

TELEFONE

(87) 3874-3620

[email protected]

Av. Antônio Pedro da Silva, 917 – Centro, Ouricuri – PE, 56200-000