Concurso público professor Pernambuco: a 20 dias do ano letivo, Raquel Lyra não sinaliza convocação de aprovados

LETIVO
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

Ano letivo na rede estadual de Pernambuco começa em 1º de fevereiro. São 1.059 escolas estaduais onde estudam 534 mil alunos e lecionam 36 mil professores

Cadastrado por Margarida Azevedo

A 20 dias para o início do ano letivo na rede estadual de Pernambuco – em 1º de fevereiro haverá planejamento dos docentes e em 2 de fevereiro começam as aulas – não há nenhuma sinalização, pelo governo estadual, em relação à convocação dos professores aprovados no concurso público realizado ano passado.

A pressão para que a governadora Raquel Lyra inicie o chamamento dos aprovados é grande. Mensagens de candidatos cobrando a convocação são inúmeras nas redes sociais dela, da vice-governadora Priscila Krause e da Secretaria de Educação de Pernambuco.

O pedido dos concursados também é direcionado, nas redes sociais, à senadora Teresa Leitão, que é professora, e ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), entidade que Teresa já presidiu, para que ajudem nessa cobrança.

SEM PRAZOS

O listão final dos aprovados no concurso saiu no dia 22 de novembro. O concurso teve 45.390 candidatos que disputaram 2.907 vagas distribuídas em 13 disciplinas da educação básica e para cidades de todas as regiões geográficas do Estado. A homologação do resultado do certame foi assinada pelo então governador Paulo Câmara em 12 de dezembro.

 

Nesta quarta-feira (11), o JC perguntou à Secretaria Estadual de Educação se havia alguma previsão de quando o governo de Pernambuco fará a convocação dos aprovados. Até a publicação desta matéria o órgão não havia se pronunciado.

Semana passada, no primeiro dia útil de janeiro, quando houve a posse dos secretários estaduais, a titular da educação, Ivaneide Dantas, foi questionada se iria pleitear logo a convocação dos aprovados junto à governadora ainda neste mês de janeiro.

“Estamos fazendo levantamento da real necessidade, o dimensionamento do pessoal, estamos centrado nisso. Teremos em poucos dias essa realidade para daí decidir como será a convocação dos concursados”, afirmou Ivaneide no dia 2 de janeiro.

PROFESSORES TEMPORÁRIOS

A rede estadual de ensino de Pernambuco tem um grande número de professores lecionando com contrato temporário. A quantidade é quase igual ao de docentes efetivos. Há 17 mil temporários e 19 mil efetivos. Portanto, mesmo que o governo chame todos os aprovados nas vagas abertas (2.907) ainda haverá cerca de 14 mil contratos temporários na rede.

É por isso que concursados aprovados mas que não ocupam vagas reivindicam que além dos classificados o Estado chame os professores do cadastro reserva.

Pernambuco tem 1.059 escolas estaduais onde estudam 534 mil alunos e lecionam 36 mil professores. O ensino médio tem a maior parcela de estudantes, 299.387.

Nas séries finais do fundamental há 132.417 alunos. E apenas 7.358 nos anos iniciais do fundamental. Os demais estudantes estão em turmas de EJA, educação especial, creche e pré-escola.

ANALISTAS E ASSISTENTES

Outro concurso da educação de Pernambuco que ainda está pendente é o de analistas e assistentes educacionais.

A publicação do listão final dos aprovados está prevista para fevereiro, conforme o edital. Portanto, a homologação e convocação dos classificados ficarão sob responsabilidade de Raquel Lyra. São 500 vagas para analista de gestão e 96 para assistente administrativo.

PROFESSORES DE MÚSICA E EDUCAÇÃO ESPECIAL

Está prevista a realização de um terceiro concurso da educação. O edital foi publicado no final de dezembro. O certame vai selecionar 155 docentes, sendo 101 para professores de música e 54 para educação especial.

 

 

As inscrições começarão no dia 30 de janeiro e vão até 1º de março, no site do Cebraspe. A taxa de inscrição terá o mesmo valor dos outros dois concursos, R$ 130, e pode ser paga até 6 de março.

As provas objetivas estão previstas para 2 de abril. Depois haverá testes práticos e em seguida prova de títulos. Conforme Marcelo Barros, a previsão é que o resultado final desse concurso seja divulgado em setembro de 2023.

O salário para professor com contrato de 150 horas será de R$ 2.925. Para os docentes com 200 horas a remuneração mensal será de R$ 3.900.

TELEFONES

(87) 3873 1857

(87) 9 9642-7899

[email protected]

BR 316, KM 21,7 – S/N, Vila Conceição — Araripina – PE