Classificado para as oitavas de final da Copa, Brasil pega Camarões nesta sexta (2) Técnico Tite poupará o time titular diante do jogo que pode ratificar o primeiro lugar da Seleção no Grupo G

52531703926-8f5b49e77a-c
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

Classificado para as oitavas de final da Copa do Mundo 2022 no Catar, o Brasil conhecerá hoje, após o jogo contra Camarões, às 16h (horário de Brasília), em Lusail, pela terceira rodada do Grupo G, o adversário do primeiro mata-mata da competição. Se terminar em primeiro, enfrentará o segundo da chave H. Caso fique na vice-liderança, pegará o líder do outro bloco. No caminho brasileiro, estão Portugal, Uruguai, Gana ou Coreia do Sul. Asiáticos e europeus jogam às 12h, na Cidade da Educação. No mesmo horário, os ganeses pegam os uruguaios, no Al Janoub.

Reservas em ação

Diante de Camarões, o Brasil vai entrar com um time completamente reserva, poupando os titulares para as oitavas de final. “É uma oportunidade de alto nível para eles competirem. É um risco? Sim, mas uma chance única para os jogadores mostrarem todo seu talento”, disse o técnico do Brasil, Tite.

Uma das novidades na escalação será a estreia do lateral-direito Daniel Alves, tornando-se o jogador mais velho a entrar em campo pela Seleção Brasileira em mundiais. “É um motivo de orgulho poder estar aqui ainda representando a Seleção. São muitos anos de história e encerrar esse ciclo jogando uma Copa do Mundo é uma satisfação enorme”, disse o lateral. Ele, inclusive, admitiu não estar no melhor momento de sua carreira, mas justificou sua presença no elenco. “Eu sei o que posso entregar para a Seleção Brasileira, para meus companheiros. É por isso que estou aqui. Me dá uma missão que eu executo. Confiança não se pede, se conquista”, frisou.

No lado de Camarões, o técnico Rigobert Song mantém esperança em uma classificação histórica para a próxima fase. “Será uma final. Vamos fazer de tudo para que possamos conquistar os três pontos”, declarou.

Possíveis encontros

Um encontro do Brasil com Portugal nas oitavas é a possibilidade mais difícil. Isso porque as seleções lideram suas respectivas chaves, com seis pontos cada. Para o Brasil perder a liderança, por exemplo, teria que ser derrotado por Camarões (terceiro, com um ponto) e a Suíça (segunda, com três pontos) bater a Sérvia (quarta, com um ponto). Ainda por cima, os suíços teriam que ou vencer por no mínimo dois gols de diferença ou torcer por um tropeço dos brasileiros por uma margem maior do que um gol. Os portugueses só perdem o topo se forem derrotados pela Coreia do Sul e Gana ganhar do Uruguai, também tirando diferença no saldo, que hoje é de 3×0 para os europeus.

Um jogo com a Coreia do Sul também seria surpresa. Os asiáticos, em terceiro, com um ponto, teriam de ganhar de Portugal. Depois, torcer para Gana (segunda, com três pontos) não vencer o Uruguai (lanterna, com um). Se o duelo entre eles terminar empatado, a equipe de Son terá de ganhar dos portugueses por dois gols de diferença para avançar no critério de saldo de gols. Se a Celeste vencer, a classificação também ficará com quem tiver melhor saldo. Atualmente, os ganeses têm zero e os sul-coreanos, -1.

Para um Brasil e Uruguai nas oitavas, a Celeste precisa ganhar de Gana e torcer para que a Coreia não derrote Portugal – ou vencer por uma margem inferior de gols. Os uruguaios têm saldo -2.

O mais provável é um encontro da seleção pentacampeã perante os africanos. Basta o time vencer e, a depender do jogo entre Portugal e Coreia, pode até ficar em primeiro. Se Gana empatar, terá que aguardar por um novo empate no outro duelo da chave ou por uma vitória dos portugueses para se classificar.

Ficha técnica

Brasil

Ederson; Daniel Alves, Bremer, Eder Militão e Alex Telles; Fabinho, Bruno Guimarães e Rodrygo; Antony, Gabriel Martinelli e Gabriel Jesus. Técnico: Tite

TELEFONE

(87) 9667-7054

[email protected]

Av. Antônio Pedro da Silva, 917 – Centro, Ouricuri – PE, 56200-000