Bolsonaro recria ministério e troca comando da Casa Civil Com popularidade desgastada, presidente realiza trocas na Esplanada para evitar abertura de possível processo de impeachment

2021-07-18t143200z_1_lynxmpeh6h090_rtroptp_4_brazil-bolsonaro
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) oficializou sua mais recente reforma ministerial. A edição desta quarta-feira do Diário Oficial da União (DOU) traz a nomeação do senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI), líder do Centrão, como ministro-chefe da Casa Civil.

Ele assume o posto de Luiz Eduardo Ramos, que migra para a Secretaria-Geral da Presidência. Onyx Lorenzoni, que ocupava a pasta, por sua vez, foi alocado à frente do Ministério do Trabalho e Previdência, que havia sido extinto. As movimentações já eram esperadas.

A nomeação de Ciro Nogueira para a Casa Civil, o coração do governo, é uma aposta do presidente Bolsonaro para manter o apoio político do Centrão e evitar uma possível abertura de processo de impeachment, neste momento em que vê sua popularidade caindo em meio a denúncias de corrupção e ao desgaste sofrido pelo andamento das investigações da CPI da Covid.

Além de selar o casamento entre Planalto e Centrão, o movimento é também um aceno ao Senado, que ainda não havia sido contemplado com um ministério e desejava espaço na Esplanada.

 

TELEFONE

(87) 9667-7054

[email protected]

Av. Antônio Pedro da Silva, 917 – Centro, Ouricuri – PE, 56200-000