Bancada de Pernambuco se posiciona sobre Estado ser excluído da Transnordestina

ferrovia-transnordestina-696x522
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

Em nome da bancada de Pernambuco no Congresso Nacional, os deputados federais Augusto Coutinho (SD) e Wolney Queiroz (PDT) externaram a insatisfação com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, o qual declarou recentemente que o Estado não será contemplado pela Ferrovia Transnordestina. Confiram a íntegra da nota:

A bancada de Pernambuco no Congresso está indignada com a afirmação do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, de que o traçado da Ferrovia Transnordestina será entregue pela Concessionária somente até o Porto de Pecém, no Ceará, relegando à própria sorte a ligação do projeto até o Porto de Suape, em Pernambuco.

Esperamos que o governo reconsidere essa decisão e que não opte por uma condução desastrosa que deve prejudicar milhões de pernambucanos e nordestinos a partir de um mero interesse pessoal e financeiro do concessionário, que opera no terminal de Pecém.

A decisão tomada ignora as incontestáveis vantagens do Ramal Suape, que tem o melhor porto e que já recebeu diversos investimentos. O trecho da ferrovia até Suape é 100 km mais curto do que o de Pecém, com investimento para conclusão das obras em torno de R$ 1,5 bilhão a menos. Outro aspecto é que o Ramal Suape é indiscutivelmente a alternativa ambientalmente mais sustentável e pode encurtar as distâncias, causando menores emissões de gases de efeito estufa.

Essa é uma perda incalculável para nosso Estado e nós, da bancada, faremos uma reunião urgente para nos mobilizar junto ao governo federal e ao próprio ministro para que esse grande projeto logístico continue em seu traçado pelo nosso Estado.

TELEFONE

(87) 9667-7054

[email protected]

Av. Antônio Pedro da Silva, 917 – Centro, Ouricuri – PE, 56200-000