Após aumento de salário de deputados, Lira reajusta verba de gabinete em 6% Recursos são usados para parlamentares pagarem salários de auxiliares

fivzy2xwqaib8p
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on google
Share on twitter

A cerca de 15 dias da eleição em que tentará se manter no cargo, o presidente da Câmara, Arthur Lirareajustou o valor que os deputados têm disponível para gastos com gabinete, o que inclui a contratação de assessores. De acordo com a medida, haverá um aumento de 6% a partir do próximo mês, outro com a mesma porcentagem em fevereiro de 2024 e um de 6,13% a partir de fevereiro de 2025.

A decisão de conceder o aumento foi publicada na última sexta-feira e assinada por Lira e pelos demais integrantes da Mesa Diretora da Casa.

A ação acontece uma semana depois de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionar a lei que prevê o reajuste de integrantes da Câmara, Senado e do Supremo Tribunal Federal (STF). Os reajustes haviam sido aprovados pelos deputados e senadores em dezembro.

Antes do reajuste, o valor que cada deputado tinha para gastar com o gabinete era de R$ 111.675,59 mensais. A verba é usada para pagar funcionários, como secretários parlamentares.

Ao justificar o aumento, o comando da Câmara afirmou que as despesas causadas pelo reajuste já estavam previstas na votação do orçamento de 2023 pelo Congresso. “Cabe destacar que o impacto orçamentário e financeiro desse reajuste já foi previsto e incorporado na proposição que originou a Lei n. 14528, de 2023, devidamente incluído no Anexo V da Lei Orçamentária Anual para 2023”.

Lira até agora não tem concorrentes competitivos que ameacem sua reeleição na Câmara e já fechou apoios que vão desde o PT de Lula ao PL do ex-presidente Jair Bolsonaro.

TELEFONE

(87) 9667-7054

[email protected]

Av. Antônio Pedro da Silva, 917 – Centro, Ouricuri – PE, 56200-000